Em 1929 foi criada a The Aviation Corporation, uma empresa que tinha o objetivo de comprar várias companhias aéreas pequenas, formando uma grande companhia aérea. Então em 1930 nascia a American Airways, companhia criada após as fusões. Em 1934 a companhia mudou o seu nome para American Airlines. A American Airlines foi a responsável pela criação a aeronave comercial mais vendida do mundo. A companhia pediu para a Douglas fabricar uma aeronave maior que o DC-2. Nascia ai o famoso DC-3, um dos aviões mais importantes da história da aviação mundial. Graças ao DC-3 a companhia pôde lucrar com o transporte de passageiros e não depender mais de malotes postais. A companhia também participou de projetos de outras aeronaves como o Convair 240, DC-7, DC-10 e Electra II. A American Airlines foi crescendo, mas durante a Segunda Guerra Mundial metade de sua frota foi entregue para os militares. Após a guerra a American comprou a American Export Airlines e a rebatizou de American Overseas Airways, que passou a ser o braço internacional da empresa com voos para Europa. Em 1950 a American Overseas Airways foi vendida para a Pan Am.
Nos anos 50 a companhia ampliou a frota com aeronaves Convair 240, DC-6 e DC-7.
Em janeiro de 1959 a companhia entrou na era do jato com o
Boeing 707 e foi a primeira companhia a ligar as duas costas dos EUA com aeronaves a jato. No mesmo ano chegaram os primeiros Electra II.
Em 1966 recebeu os primeiros BAC 1-11 e se tornou a maior operadora desse avião no mundo.
Em 1968 a American Airlines foi a primeira companhia a encomendar o novo DC-10 e foi lançadora do modelo, realizando o primeiro voo em agosto de 1971.
Em 1970 a American comprou a Trans Caribbean Airways e começou a voar para o Caribe.
Em 1978 e 1979, com a desregulamentação do transporte aéreo norte-americano, a American fez uma agressiva expansão e transferiu sua sede de Nova York para Dallas.
Em 1981 a companhia criou o seu HUB no aeroporto de Dallas/Fort Worth e em 1982 recebeu o primeiro Boeing 767. Em maio de 1982 a American voltou a voar para Europa, ligando Dallas/Fort Worth à Londres.
Em 1983 a companhia recebeu os primeiros MD-80 e fez um acordo com a Pan Am, trocando os seus Boeing 747 e por DC-10.
Em 1984 criou a American Eagle, braço da empresa para serviços regionais.
Em 1988 a companhia recebeu o seu primeiro Airbus, um A300-600.
Na década de 90 a American se tornou a maior companhia aérea do mundo. Em 1990 inaugurou voos regulares para o Brasil.
Em setembro de 1998 foi uma das fundadoras da OneWorld, aliança global entre companhias aéreas. A American também fez um acordo Code-Share com a Tam. Mas quando a Varig deixou a Star Alliance e seu acordo com a United foi desfeito, a Tam trocou a American pela United, alegando que as conexões eram melhores. Porém em 2013 a Tam voltou a ter acordo com a American Airlines, dessa vez porque passou a ser parte da OneWorld.
Em abril de 2001 a American comprou a TWA. Nos atentados de 11 de setembro de 2001, a companhia perdeu duas aeronaves e logo depois um A300-600 se acidentou em Nova York, o que afetou a imagem da companhia. Desde então a companhia começou a sofrer uma forte crise financeira. Começaram então rumores de uma fusão com a US Airways e depois com a JAL. A fusão não aconteceu, mas a JAL e a American aprofundaram bastante os seus laços.
Em 2009, com a fusão entre a Delta e a NWA, a empresa perdeu a posição de maior do mundo. Já no Brasil a companhia conseguiu o queria: novas freqüências. Também nesse ano a companhia aposentou os últimos A300-600, padronizando a frota somente com aeronaves da Boeing.
Em julho de 2011 a companhia anunciou a encomenda de 460 aeronaves Boeing 737 e Família A320, voltando a operar aeronaves Airbus. Em novembro a companhia pediu concordata para tentar reduzir seus custos, maiores do que os das suas rivais que se fundiram e se reorganizaram.
Em janeiro de 2013 a American Airlines apresentou sua nova identidade visual. O voo inaugural com a nova identidade visual foi feito com o novo Boeing 777-300ER na rota para São Paulo. Em fevereiro, depois de muita especulação, a American Airlines anunciou a sua fusão com a US Airways. As duas juntas formarão a maior companhia aérea dos EUA e do mundo, superando as rivais Delta e United.
Em dezembro de 2013 a American lançou voos diretos entre Miami, Porto Alegre e Curitiba com o Boeing 767. Em dezembro de 2014 a companhia lançou voos entre Miami e Campinas, também com o Boeing 767. Porém todos os voos da US Airways (para o Rio e São Paulo) foram encerrados.

 


A American Eagle  é a subsidiária regional e feeder da American Airlines. A companhia foi criada em 1984 e seu primeiro voo aconteceu em novembro do mesmo ano. No inicio a frota da companhia era composta por várias companhias regionais terceirizadas, assim como faz muitas subsidiárias regionais de grandes companhias norte-americanas. No final da década de 80 a American Eagle começou a comprar outras companhias regionais e formar a sua própria frota. A companhia se tornou uma grande cliente da ATR e da Embraer.
Em 1999 recebeu os seus primeiros ERJ-135 e em 2001 a companhia foi a lançadora do ERJ-140.
A Envoy Air Inc. também é uma subsidiária regional da American Airlines, fundada em 1998 com o nome de "American Eagle Airlines". Em abril de 2014 a empresa mudou o seu nome para Envoy para se distinguir da American Eagle.

 


A American Connection foi uma subsidiária regional da American Airlines. Ao invés de ter sua própria frota, a companhia usava aeronaves de outras companhias regionais americanas. As operações foram suspensas em agosto de 2014.
 

 

Fundação: 1930
País:
Estados Unidos
Principais Aeroportos:
Aeroporto Internacional Dallas/Fort Worth, Aeroporto Internacional de Miami, Aeroporto Internacional JFK, Aeroporto Internacional O'Hare
Sede: Dallas - Forth Worth, Texas.
Códigos: AAL / AA
Destinos: 260
Destinos no Brasil:
São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife, Fortaleza, Manaus, Curitiba, Porto Alegre e Campinas
Code-Share:
com a TAM (1998-2007 e 2013-hoje) / com a GOL (2009-2012)

 

Evolução da empresa:


Click here for full size photo! Click here for full size photo! Click here for full size photo! Click here for full size photo! Click here for full size photo! Click here for full size photo! Click here for full size photo! Click here for full size photo!

 

> Frota Atual:

E
Aeronave: Ativos: Inativos: Idade Média: Encomendas: Passageiros:

AMERICAN AIRLINES (+ US AIRWAYS)

Airbus A319 124   11 anos 44 124 ou 128
Airbus A320 55   14 anos   150
Airbus A321 154   4 anos 174 102 ou 183
Airbus A321neo       100  
Airbus A330-200 15   3 anos   258
Airbus A330-300 9   14 anos   293
Airbus A350-900       22  
Boeing 737-800 254   6 anos 52 148 ou 160
Boeing 737-8MAX       100  
Boeing 757-200 84 35 19 anos   182 ou 188
Boeing 767-200ER   3 27 anos   168
Boeing 767-300ER 57 1 20 anos   225
Boeing 777-200ER 47   14 anos   247
Boeing 777-300ER 17   1 ano 4 304-310
Boeing 787-8 6   0 ano 15 226
Boeing 787-9       21  
Embraer E-190 19   7 anos   99
MD-82/3 118 43 23 anos   140
TOTAL: 959 82 11 anos 532 -

ENVOY AIR

Bombardier CRJ-700 47   8 anos   63
Embraer ERJ-135/140 33 39 12 anos   37
Embraer ERJ-145 105   13 anos   50
TOTAL: 185 39 12 anos 60 -

AMERICAN EAGLE

Aeronave: Ativos: Operado Por: Passageiros:
Bombardier Dash-8-100 29 Piedmont Airlines 37
Bombardier Dash-8-300 11 Piedmont Airlines 50
Bombardier CRJ-200 145 Air Wisconsin, PSA Airlines, ExpressJet e SkyWest 50
Bombardier CRJ-700 15 PSA Airlines 67 ou 70
Bombardier CRJ-900 90 Mesa Airlines e PSA Airlines 76 ou 79 ou 86
Embraer ERJ-145 11 ExpressJet e Trans States Airlines 50
Embraer E-170 20 Republic Airlines 69 ou 76
Embraer E-175 88 Compass Airlines e Republic Airlines 76 ou 80 ou 86
TOTAL: 409 - -

TOTAL DO GRUPO: 1553

E

Boeing 777-300

Passageiros: 310 (8F+52J+30W+220Y)
Motores: General Electric 90-94B

Diferenciais:
telas individuais, Wi-Fi, tomada universal, USB, assentos reclináveis

Boeing 777-200

Passageiros:
247 (16F+35J+196Y) ou 260 (45J+45W+170Y)
Motores:
2x Rolls Royce Trent 892
Diferenciais: telas individuais, Wi-Fi, tomada universal, USB, assentos reclináveis

Airbus A330-300/A330-200

Passageiros:
293 (30J+263Y) / 258 (20J+238Y)
Motores:
2x
Pratt & Whitney 4000
Diferenciais: Tomada universal e USB (na classe executiva)

Boeing 787-8

Passageiros:
226 (28J+55W+143Y)
Motores:
2x
General Electric GEnx
Diferenciais: telas individuais, Wi-Fi, tomada universal, USB, cabine mais espaçosa

Boeing 767-300

Passageiros:
225
(30J+195Y) ou 218 (30J+32W+156Y)
Motores:
2x General Electric CF6-80C2B6
Diferenciais: Tomada universal e USB (na classe executiva)

Boeing 767-200
Boeing 767
Passageiros:
168 (10F+30J+128Y)
Motores:
2x General Electric CF6-80A
Altitude de Cruzeiro:
35000 ft. (10668 m)
Velocidade de Cruzeiro:
530 mph (853 km/h)

Boeing 757-200

Passageiros:
188 (12F+176Y) ou 182 (16F+166Y) ou 176 (16F+52W+108Y)
Motores:
2x Rolls-Royce RB211-535E4B
Velocidade de Cruzeiro: 530 mph (853 km/h)

Airbus A321

Passageiros (Transcontinental):
102 (10F+20J+36W+36Y)
Passageiros: 183 (16F+167Y)

Motores:
2x IAE V2500
Diferenciais:
telas individuais, Wi-Fi, tomada universal, USB, assentos reclináveis

Airbus A320

Passageiros: 150 (12F+138Y)

Motores:
2x IAE V2500
Diferenciais:
Wi-Fi, assentos reclináveis

Boeing 737-800

Passageiros:
148 (16F+132Y) ou 160 (16F+144Y)

Motores:
2x Snecma/G.E. CFM56-7B
Altitude de Cruzeiro:
35000 ft. (10668 m)
Velocidade de Cruzeiro:
520 mph (837 km/h)

McDonnell Douglas MD-80

Passageiros:
140 (16F+124Y)
Motores:
2x Pratt & Whitney JT8D-217A/C ou JT8D-219
Altitude de Cruzeiro:
33000 ft. (10058 m)
Velocidade de Cruzeiro:
500 mph (804 km/h)

Airbus A319

Passageiros: 124 (12F+112Y) ou 128 (8F+18W+102)
Motores:
2x IAE V2500
Diferenciais:
telas individuais, Wi-Fi, tomada universal, USB
, assentos de couro e 15cm de mais espaço

Embraer E-190/E-175/E-170

Passageiros:
99 (11F+88Y) / 76 (12F+64Y) ou 80 (8F+72Y) / 69 (9F+60Y)
Motores:
2x General Electric CF34-8E5
Altitude de Cruzeiro:
37000 ft. (11.277 m)
Velocidade de Cruzeiro:
515 mph (829 km/h)

Bombardier CRJ-900/CRJ-700

Passageiros:
79 (9F+70Y) ou 76 (12F+64Y) / 67 (9F+58Y)
Motores:
2x
General Electric CF34-8C5B1
Altitude de Cruzeiro:
37000 ft. (11.278 m)
Velocidade de Cruzeiro:
515 mph (828 km/h)

Bombardier CRJ-200

Passageiros:
50
Motores:
2x
General Electric
GE CF34-3B1
Altitude de Cruzeiro:
37000 ft. (11.278 m)
Velocidade de Cruzeiro:
515 mph (828 km/h)

Embraer ERJ-145/ERJ-140/ERJ-135

Motores:
2x Rolls Royce AE - 3007
Altitude de Cruzeiro:
37000 ft. (11.278 m)
Velocidade de Cruzeiro:
515 mph (828 km/h)
Configuração de Passageiros:
50 / 44 / 37

Bombardier Dash 8-300/Dash 8-100

Motores:
2x Pratt & Whitney PW120/121/123
Configuração de Passageiros:
50 / 37

 

Códigos: F: Primeira Classe, J: Classe Executiva, W: Classe Econômica Premium, Y: Classe Econômica

 

> Histórico da Frota:

E
Aeronave 1955 1960 1970 1980 1990 2000 2010 2015
A300-600         25 35    
Família A320               333
Airbus A330               24
BAC 1-11     27   6      
Boeing 707/720   24 122 72        
Boeing 727     98 145 164 71    
Boeing 737         11 26 139 254
Boeing 747       11 2      
Boeing 757         7 102 124 84
Boeing 767         65 71 73 57
Boeing 777           12 47 64
Boeing 787               6
Convair 240 76 34            
DC-4 9              
DC-6 78 81            
DC-7 24 33            
DC-10       31 59 10    
Embraer E-190               19
Fokker 100           75    
L. Electra   30            
MD-11           11    
MD-80/90         171 288 239 118
TOTAL: 187 202 247 259 510 701 622 959

 

> Aeronaves Utilizadas:

Aeronave: Período: Total de unidades: Passageiros:
Airbus A300-600 1988-2009 35 267
BAe 146-200 1987-1992 7  
BAC 1-11-400 1965-1972 30  
Boeing 720-020B 1959-1981 25  
Boeing 707-120A/B 83 123
Boeing 707-320B/C 50  
Boeing 717-200 2001-2003 30  
Boeing 727-100 1964-2002 58 115 (10+105)
Boeing 727-200 125 144 (12+132)
Boeing 737-200/C 1987-1992 21  
Boeing 737-300   12  
Boeing 747-100 1970-1984 11 459 (16+443) ou 420 (46+44+330)
Boeing 747-SP 1986-1994 2  
DC-2 1934-1936 18  
DC-3 1936-1949 137  
DC-4 1946-1953 54  
DC-6 1947-1966 89  
DC-7 1953-1963 45  
DC-10-10/15 1971-2000 57 240 (26+28+186) ou 259 (38+32+189) ou 272 (38+234) ou 263 (38+225) ou 294 (16+278)
DC-10-30 11
MD-11 1991-2002 20  
MD-81/MD-87 1983-   142 (12+130)
Convair 240 1948-1964 80 40
Convair 990 1962-1969 26  
L188A Electra 1958-1970 36  
Fokker 100 1992-2004 75 87


 

> Mapa de Rotas:

Rotas Nacionais (clique para ampliar)

Rotas Internacionais (clique para ampliar)

Antes da fusão com US Airways (clique para ampliar)

 

Atualizado em junho de 2015

Aviação Comercial