Convair CV-880

Em abril de 1956 a Convair iniciou o projeto de um avião à jato de médio alcance para competir com o Boeing 707 e Douglas DC-8. No começo o projeto era conhecido como "Skylark", depois foi mudado para "Golden Arrow", "Convair 600" e finalmente "Convair 880". O número se refere à sua velocidade máxima de 880 pés por segundo. Aliás a velocidade era a grande vantagem do 880, um dos mais velozes jatos comerciais do mundo.
A linha de produção do CV-880 foi fechada em apenas três anos, pois o avião não conseguiu atrair muitos clientes. Os principais motivos eram a configuração de passageiros e o alto consumo de combustível. Enquanto o principal concorrente, o Boeing 720, era mais econômico, mais barato e levava mais passageiros.
O Convair 880 estreou com a Delta Air Lines em maio de 1960.
Foi lançado também o Convair 880M com novo motores, maior capacidade de combustível e maior alcance.

 


Goleta Air & Space Museum
 

 

Construídos: 65
Acidentes: 19

 

Origem: Estados Unidos
Produção: 1959-1962
Comprimento: 39,42 m
Envergadura:
36,58 m
Altura:
11 m
Peso da aeronave: 42 toneladas
Peso máximo decolagem: 83,6/60,2 toneladas / 86,6/70,3 toneladas (CV880M)
Capacidade de combustível: 40,4 mil litros / 47,4 mil litros (CV880M)
Motores:
4x General Electric CJ-805-3 / CJ-805-3B
Altitude de Cruzeiro: 10,6 km
Velocidade de cruzeiro: 895 km/h
Velocidade máxima: 970 km/h
Pista mínima para decolagem: 1,8 km
Passageiros: 88 a 110
Primeiro voo: 1959
Concorrentes:
Boeing 707/720, Douglas DC-8
Alcance:
5120-6538 km / 8131 km (CV880M)

Comparar com outras aeronaves

 

 

 

Convair CV-990 "Coronado"

O Convair 990 é uma versão baseada no Convair 880. Também conhecido como "Coronado", por causa do nome do lago onde ficava a fábrica da Convair, ele foi um pedido a American Airlines que queria uma avião à jato maior que o CV-880 e capaz de voar entre Nova York e Los Angeles sem escalas. Uma das principais novidades do CV-990 foram os "Anti-shock bodies" que reduziam o atrito, permitindo uma maior velocidade. Com isso o Convair 990 se tornou o avião de passageiros mais veloz construído até então, chegando à incríveis mach 0.91. Porém o CV-990 não conseguiu atender às especificações da American Airlines, que reduziu suas encomendas.
Para amenizar o fato de não atender os as especificações, a Convair lançou o Convair 990A, mas mesmo assim a American não ficou totalmente satisfeita e acabou substituindo os seus Convair 990 por Boeing 707 e Boeing 720 em 1967.
O Convair 990 começou a ser produzido em 1961, entrou em serviço pela American Airlines em 1962 e sua produção foi encerrada em 1963. O Convair 880 e 990 foram um fracasso e levaram a Convair a ter o maior prejuízo da história até então. Com isso a Convair saiu definitivamente do mercado.

Operadoras no Brasil: Varig

 

 

Construídos: 37
Acidentes: 11


 

Origem: Estados Unidos
Produção: 1961-1963
Comprimento: 42,49 m
Envergadura:
36,58 m
Altura: 11
m
Peso da aeronave: 51 toneladas
Peso máximo decolagem/pouso: 114 toneladas
Capacidade de combustível: 58 mil litros
Motores: 4
x General Electric CJ-805-23 turbofans
Velocidade de cruzeiro: 920 km/h
Velocidade máxima: mach 0.91 /
990 km/h
Altitude de Cruzeiro: 12,4 km
Passageiros: 96 a 121
Primeiro voo: 1961
Concorrentes:
Boeing 707, Douglas DC-8
Alcance:
8690 km

Comparar com outras aeronaves

 

 

Aviação Comercial