Boeing 707-100 / Boeing 707-200

O Boeing 707 foi o grande trunfo da Boeing, que permitiu a empresa se tornar a maior fabricantes de aviões comerciais do mundo, posição antes ocupada pela Douglas. O Boeing 707 foi o terceiro jato comercial produzido no mundo, mas foi o primeiro a fazer enorme sucesso e ser operado por companhias em todo o mundo. Com ele a duração dos voos foram reduzidos pela metade e mais voos sem escalas foram criados, graças a sua rapidez a autonomia.
Tudo começou quando a Boeing projetava uma aeronave militar para reabastecer outros jatos no ar e resolveu modificá-lo para o transporte de passageiros. Várias versões foram apresentadas e a escolhida foi o modelo 367. Em 30 de agosto de 1952 a Boeing anunciou uma nova aeronave a jato com quatro turbinas. O nome do avião inicialmente era Boeing 367-80, também conhecido como Dash 80. O Dash 80 voou pela primeira vez em 15 de julho de 1954, mas a Boeing queria diferenciar os seus modelos comerciais a jato dos seus modelos militares e a hélice. Então a empresa criou a denominação 7x7 para seus jatos e sendo assim o Dash 80 passou a ser conhecido como Boeing 707.
A primeira companhia aérea a encomendar a aeronave foi a Pan Am, que encomendou vinte Boeing 707-120 outubro de 1955. No dia 26 de outubro de 1958 aconteceu o primeiro voo do B707-120 da Pan Am, entre Nova York e Paris. O Boeing 707 logo se tornou um sucesso e a Boeing aproveitou para lançar variantes do modelo. A versão Boeing 707-138 era 3,05 metros menor que a versão 120. A versão Boeing 707-120B incorporou melhorias como novos motores menos barulhentos, mais potentes e mais econômicos. O mesmo foi feito com na versão 138B.
O Boeing 707-220 tinha novos motores Pratt & Whitney JT4A-3, mais potentes e apropriados para operar em regiões quentes e de altas atitudes.  Apenas cinco unidades foram produzidos, todas para a Braniff.


Royal S King

 

Origem: Estados Unidos
Produzido:
1958 - 1960
Comprimento:
44,07 m
Envergadura: 39,90 m
Altura: 12,93 m
Peso da aeronave: 57,6 toneladas
Peso máximo decolagem/pouso:
120: 116,5/83,9 toneladas
220: 112 toneladas
Capacidade de combustível: 65,8 mil litros
Motores:
120:
4x Pratt & Whitney JT3C-6
120B: 4x Pratt & Whitney JT3D-1 ou JT3D-3
220: 4x Pratt & Whitney JT4A-3
Velocidade de máxima: 1000 km/h
Velocidade de cruzeiro: 870-950 km/h
Pista mínima para decolagem: 1,9 km
Passageiros: 110 a 174
Primeiro voo: 1954
Concorrentes: DC-8-10/20/30/40

Alcance: 3981-6945
 km (120) / 5417-8426 km (120B) / 4092-6260 km (220)
Companhia Lançadora: Pan Am
Comparar com outras aeronaves

 
Modelo: Construídos: Acidentados:
B707-120 24 10
B707-120B 114 10
B707-138 7 0
B707-138B 6 2
B707-220 5 1
TOTAL: 156 23

 

 

 

Boeing 707-300 / Boeing 707-400

A Douglas, até então a maior fabricante de aviões comerciais do mundo, se apressou para lançar uma aeronave para concorrer com o Boeing 707. Nascia ai o DC-8, porém ele chegou cerca de quatro anos depois do B707, dando ao jato da Boeing uma grande vantagem. Mesmo assim a competição ente o DC-8 e o B707 foi bastante acirrada e de modo geral as companhias preferiam o DC-8, pois sua fuselagem era mais larga.
Em janeiro de 1958 voava pela primeira vez o Boeing 707-320, que tinha uma cabine maior como o
DC-8. A versão 300 foi a grande campeã de vendas da família B707. A versão 300 era mais longa que a 100 e 200, tinha novos motores e maior alcance e capacidade de passageiros. O 707-320B tinham melhorias aerodinâmicas e novos motores mais potentes. O 707-320B Advanced tinha melhorias em relação ao 320B como velocidade de decolagem menor.
A última versão lançada foi o Boeing 707-420: igual ao 320B, mas com motores Rolls-Royce. Foi também lançada a versão cargueira, o Boeing 707-320C.
Outras versões foram propostas como o Boeing 707-600, Boeing 707-700 e Boeing 707-800: versões maiores ou/e com novos motores para concorrer com os Douglas DC-8-60s. Mas a Boeing acabou abandonando esses projetos para se dedicar ao Boeing 747.

Operadoras no Brasil: AeroBrasil, Beta Cargo, Brasair, SkyMaster, TransBrasil, Varig

 

Richard Vandervord

 

Origem: Estados Unidos
Produzido: 1959 - 1979
Comprimento:
46,61 m
Envergadura:
44,42 m
Altura: 12,93 m
Peso da aeronave: 64,6 toneladas
Peso máximo decolagem/pouso:
320 e 420: 141,5/93,9 toneladas
320B: 146,5/93,9 toneladas
Capacidade de combustível: 90,1 mil litros
Motores:

320: 4x Pratt & Whitney JT4A-3 ou JT4A-5
320B: 4x Pratt & Whitney JT3D-3 ou JT3D-7
420: 4x Rolls-Royce Conway 508

Velocidade de cruzeiro: 977 km/h
Velocidade máxima: mach 0.95
Pista mínima para decolagem: 1,9 km
Alcance: 5907-8611 km (320) / 8037-10186 (320B) / 6222-8945 km (420)

Passageiros: 141 a 189
Tripulação: 9
Primeiro voo: 1958
Concorrentes: DC-8-50, DC-8-60/70, Convair 880, Convair 990

Companhia Lançadora: Pan Am (300), BOAC (400)
Capacidade de carga: 40 toneladas
Comparar com outras aeronaves

 Modelo: Construídos: Acidentados:
 B707-320 67 9
 B707-320B 187 24
 B707-320C 338 107
 B707-420 37 10
 TOTAL: 629 150

 

 

 

Boeing 720

Em 1957 a Boeing lançou uma versão menor do Boeing 707, para rotas curtas. Inicialmente conhecido como Boeing 707-020, o nome foi mudado por razões de marketing para Boeing 720. Trata-se de uma modificação do Boeing 707-120 para rotas médias e pistas curtas. O 720 tinha cinco metros a menos que o Boeing 707-300 e um melhor desempenho operacional em relação aos outros modelos da família. Ele foi lançado pela United Airlines em julho de 1960. O Boeing 720 também ficou conhecido informalmente como Boeing 717. Foi lançada também uma versão com novos motores conhecida como Boeing 720B.

 Boeing 707-330B aircraft picture
 Udo K. Haafke

 

 

Origem: Estados Unidos
Produzido: 1960 - 1969
Comprimento:
41,68 m
Envergadura: 39,88
m
Altura: 12,67 m
Peso da aeronave: 46 toneladas
Peso máximo de decolagem/pouso:
720: 103,8/79,3 toneladas
720B: 106,1/79,3 toneladas
Capacidade de combustível: 51,2 mil litros / 56,3 mil litros (720B)
Motores:
4x Pratt & Whitney JT3C-12 / JT3D-3 (720B)
Velocidade de cruzeiro: 950 km/h

Velocidade máxima:
1000 km/h
Pista mínima para decolagem: 1,9 km
Passageiros: 120 a 140
Primeiro vôo: 1959
Concorrentes: DC-8, Convair 880

Alcance:
5259-5296 km (720) / 5148-7315 km (720B)
Companhia Lançadora: United Airlines

 
 Modelo: Construídos: Acidentados:
 B720-020 55 4
 B720-020B 99 20
 TOTAL: 154 24

 

Aviação Comercial