A Western Air Express foi fundada em 13 de julho de 1925, em Los Angeles. Em 1930 a companhia se fundiu com a Transcontinental Air Transport e se tornou Transcontinental & Western Air ou simplesmente TWA. A companhia foi a primeira a oferecer o serviço e costa a costa dos EUA: em 1929 com avião e trem e em 1930 somente com avião. Também em 1930 foi a primeira companhia a voar com uma aeronave com quatro motores, o Fokker 32.
Em 1932 a TWA pediu para a Douglas construir uma aeronave para doze passageiros. Nascia ai o DC-1, que foi aprimorado para o DC-2 e DC-3, este último a aeronave mais importante de todos os tempos na aviação comercial e responsável pela supremacia da Douglas até a era do jato. A companhia foi a única operadora do DC-1 e a primeira do DC-2 em 18 de maio de 1934.
Em janeiro de 1937, junto com a Boeing, a companhia anunciou o primeiro avião pressurizado do mundo, o Boeing 307 "Stratoliner". Eles chegaram em maio de 1940 e faziam o voo costa a costa, voando à 22 mil pés de altura. O voo durava 13 horas e 40 minutos.
Em 1939 Howard Hughes comprou a companhia e encomendou quarenta Lockheed Constellation, a nova aeronave da Lockheed. Hughes participou do projeto do Constellation e a sua companhia foi a primeira do mundo a operar essa aeronave, que também foi uma das mais importantes na história da aviação comercial. O Constellation entrou em serviço em 1946, na principal rota da companhia: Nova York - Los Angeles.
Após a Segunda Guerra Mundial, a Pan Am deixou de ser monopolista nos voos internacionais. Com isso, em 1946, a TWA iniciou voos para Paris com o Constellation.
Em 1950 a companhia mudou o seu nome para Trans World Airlines, continuando com a mesma sigla TWA. A companhia foi a primeira a oferecer um voo transcontinental sem escalas, em 1953. Na década de 50 a companhia passou a ser a principal rival da Pan Am e lançou vários voos internacionais para Europa.
A companhia entrou na era do jato com o Boeing 707-100 em março de 1959, na rota São Francisco - Nova York. A companhia também encomendou 63 Convair 880.
Em 19 de julho de 1961 a companhia inovou e foi a primeira do mundo a ter filme à bordo das aeronaves.
Em abril de 1967 a TWA se tornou a primeira companhia aérea dos EUA a ter somente jatos na frota, com a retirada do último Constellation da frota.
Em 1970 a companhia foi a primeira a operar o Boeing 747 em rotas nacionais. No mesmo ano, foi também a primeira a oferecer assentos não fumantes em todas as aeronaves.
Na década de 80 a companhia começou a sentir dificuldades com o aumento do preço do petróleo, a recessão econômica e a desregulamentação do mercado no EUA. Em 1985 a TWA foi a primeira companhia a atravessar o atlântico com uma aeronave de duas turbinas, o Boeing 767. No inicio as pessoas tinham resistência ao 767 cruzando o oceano, pois quatro ou três turbinas pareciam ser mais seguras do que duas. Mas com o tempo as pessoas viram que o 767 era seguro e ele se tornou uma das principais aeronaves a cruzar o atlântico.
Em 1985 a empresa foi comprada por Carl Ichan, que vendeu as rotas internacionais da companhia para a American Airlines.
Em 1995 a companhia fez um acordo com a Karabu, onde ela poderia comprar qualquer passagem da TWA por 55% da tarifa original e depois revende-lo. Porém a companhia acabou tendo prejuízos com o acordo.
Na década de 90 a companhia iniciou um plano de reestruturação com aeronaves de grande porte menores e mais eficientes e novas aeronaves para rotas curtas. A companhia então foi uma das lançadoras do Boeing 717 e trouxe também os Boeing 757 e Boeing 767.
Em 17 de julho de 1996 os planos da companhia foram por "água a baixo" com um grande acidente. Um Boeing 747 da companhia explodiu em pleno ar, matando 230 pessoas. As investigações concluíram que a causa mais provável foi uma explosão no tanque de combustível provocada pela fiação exposta. Além disso a mídia não cansava de publicar matérias dizendo como a frota da TWA estava velha. Conclusão: os voos da companhia ficaram vazios.
Com dificuldades financeiras, a TWA foi comprada pela American Airlines em abril de 2001. O último voo da TWA aconteceu em 1 de dezembro de 2001, quando um MD-80 pousou em Saint Luis pela última vez.

 

Evolução da empresa:

        

 

Fundação: 1925
Encerrou Atividades:
2001
País:
Estados Unidos
Principais Aeroportos:
Aeroporto Internacional de St. Louis, Aeroporto Internacional John F. Kennedy
Sede: St. Louis
Códigos: TWA / TW

Aeronaves já operadas: Boeing 707-100, Boeing 707-300, Boeing 717-200, Boeing 727-100, Boeing 727-200, Boeing 747-100, Boeing 747-200, Boeing 747-SP, Boeing 757-200, Boeing 767-200, Boeing 767-300, Douglas C-47, Douglas C-53, Douglas C-54, Douglas DC-1, Douglas DC-2, Douglas DC-3, Douglas DC-4, Douglas DC-9-10, Douglas DC-9-30, Douglas DC-9-40, Douglas DC-9-50, McDonnell Douglas MD-81/82/83, Caravelle, Convair 880, Lockheed Tristar, Lockheed Constellation (L1649, L1049 G/H, L649, L749), Martin 202/303/404, Curtiss C-46

 

 

> Mapa de Rotas:

ANO: 1935

ANO: 1946

 

ANO: 1958

 

ANO: 1968

 

ANO: 1994



 

Atualizado em Novembro de 2009

Aviação Comercial