A Japan Air Lines Co. (日本航空株式会社) nasceu em agosto de 1951 com a ajuda do governo japonês, depois da Segunda Guerra Mundial que devastou o país. Em agosto de 1953 a nova Japan Air Lines (JAL) foi criada com 50% de participação do governo (antes a empresa era privada).
Em 2 de fevereiro de 1954 a Japan Air Lines iniciou o seu primeiro voo internacional entre Tokyo e São Francisco. O voo era operado pelo Douglas DC-6B.
Em 1960 a companhia entrou na era do jato com o primeiro Douglas DC-8-32, que foram usados inicialmente nas rotas para São Francisco, Londres e Copenhagen. No mesmo ano a companhia iniciou os voos para Paris em um acordo com a Air France. Na década de 60 a companhia decidiu reequipar a frota somente com aeronaves a jato e inaugurou várias novas rotas internacionais, como Nova York e Moscou.
Em 1970 a Japan Air Lines começou a receber os primeiros Boeing 747-100. Em pouco tempo a companhia se tornou a maior operadora de Boeing 747 no mundo.
Em 1972 a companhia começou a voar domesticamente e competir com a ANA.
Em 1978 foram iniciados os voos para o Brasil. O voo começou em 20 de junho de 1978 na rota Tokyo - Anchorage - Nova York - San Juan - Rio de Janeiro - Campinas. Na década de 80 a JAL voava para o Brasil com o DC-8 e depois com o Boeing 747-200.
Em 1987 a JAL foi totalmente privatizada e outras companhias aéreas no Japão, como a ANA, foram autorizados a competir livremente com a JAL em rotas domésticas e internacionais.
Na década de 1990 a companhia aérea encontrou dificuldades com a recessão econômica nos Estados Unidos e Reino Unido, além de uma queda da demanda doméstica. Após anos de lucro contínuo desde 1986, a companhia aérea começou a ter prejuízo em 1992. A companhia só voltou a lucrar em 1999.
A JAL foi uma das oito companhia aéreas que participaram do projeto do Boeing 777.
Em 2000 a companhia ligava o Japão e o Brasil nas rotas Tokyo - Nova York - São Paulo com o Boeing 747-400 e Nagoya - Los Angeles - São Paulo com o Boeing 747-300.
Em 2001 foi anunciada a fusão da JAL com a JAS (Japan Air System), terceira maior companhia japonesa, formando a sexta maior companhia aérea do mundo. A fusão teve protestos da ANA, mas acabou saindo em outubro de 2002.
Em 2002 a companhia passou a voar somente com o Boeing 747-400 e via Nova York para São Paulo.
Em abril de 2004 JAL mudou seu nome para Japan Airlines International e a JAS mudou seu nome para Japan Airlines Domestic. A Japan Airlines Domestic passou a ser a parte da companhia que realizava voos nacionais, enquanto a JAL Internacional fazia os voos nacionais mais movimentados e os voos internacionais.
Em outubro de 2005 a companhia anunciou a sua entrada na OneWorld.
Em outubro de 2006 a Japan Airlines International e a Japan Airlines Domestic se fundiram em uma única marca.
Em 2009 a JAL, que já vinha mal financeiramente, sofreu perdas bilionárias. Nessa altura a JAL era a maior companhia da Ásia, porém estava a beira da falência. Primeiramente foi pensada uma fusão com a ANA e depois a compra pela Delta. Quem não gostou da história foi a American Airlines, que também propôs acordos com a JAL para salva-la sem precisar da Delta.
Em 2010 a JAL começou um doloroso processo de recuperação que inclui a demissão de mais de dezesseis mil funcionários, corte de gastos, redução da frota (incluindo todos os 747) e o fim de quarenta e cinco rotas nacionais e internacionais (incluindo o Brasil).
Em 27 de setembro de 2010 ocorreu o último voo da JAL no Brasil.
Em janeiro de 2011, como parte do processo de recuperação da companhia, a JAL lançou sua nova identidade visual com a volta do seu pássaro-símbolo Tsurumaru.
Em março de 2012 a JAL foi a segunda companhia aérea no mundo a receber o Boeing 787.

 


A JAL Express é uma subsidiária "low cost" do grupo e foi fundada em 1997. Em setembro de 2014 a companhia se fundiu com a JAL.

 

Evolução da empresa:

Logos antigos:

Pinturas:

 

Fundação: 1951
País:
Japão
Principais Aeroportos: Aeroporto Internacional de Narita e Aeroporto de Haneda

Sede: Tokyo
Códigos: JAL / JL
Destinos: 92
Destinos já operados no Brasil:
São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas

 

> Frota Atual:

E
Aeronave: Ativos: Inativos: Idade Média: Encomendas: Passageiros:

JAL

Airbus A350-900       18  
Airbus A350-1000       13  
Boeing 737-800 50   7 anos   144 ou 165 ou 176
Boeing 767-300 6   19 anos   261
Boeing 767-300ER 31   10 anos   237
Boeing 777-200 12   17 anos   375 ou 380
Boeing 777-200ER 11   13 anos   245 ou 302
Boeing 777-300 4   15 anos   500
Boeing 777-300ER 13   10 anos   246 ou 272
Boeing 787-8 25   3 anos 7 161 ou 186
Boeing 787-9 8   1 ano 2 195
TOTAL: 160 0 9 anos 40 -

JAPAN TRANSOCEAN AIRLINES

Boeing 737-400 11   20 anos   150
Boeing 737-800 4   0 ano 3 165
TOTAL: 15 0 17 anos 3 -

J-AIR

Bombardier CRJ-200 5   12 anos   50
Embraer E-170 17   5 anos 3 76
Embraer E-190 6   0 ano 5 95
TOTAL: 28 0 5 anos 0 -

JAPAN AIR COMMUTER

ATR-72-600 1   0 ano 7 70
Dash-8-400 8 1 11 anos   74
Saab 340 9   12 anos   36
TOTAL: 18 1 11 anos 7 -

RYUKYU AIR COMMUTER

Dash-8-100 2   14 anos   37
Dash-8-300 1   10 anos   50
Dash-8-400 4   0 ano 1 74
TOTAL: 7 0 6 anos 1 -

TOTAL DO GRUPO: 228

Boeing 737-800
737-800
Passageiros: 144 (12J+132Y) ou 165 (20J+145Y) ou 176
Velocidade de cruzeiro: 829 km/h
Peso máximo de decolagem: 70 toneladas
Alcance: 4500 km
Boeing 767-300
767-300/300L/300ER
Passageiros: 227 (30J+197Y) ou 232 (30J+202Y) ou 237 (30J+207Y) ou 261 (42J+219Y)
Velocidade de cruzeiro: 882 km/h
Peso máximo de decolagem: 181 toneladas
Alcance: 9400 km
Boeing 777-200
777-200ER
Passageiros: 245 (56J+40W+149Y) ou 312 (28J+284Y) ou 375 (14F+82J+279Y) ou 380 (30J+250Y)
Velocidade de cruzeiro: 905 km/h
Peso máximo de decolagem: 213 toneladas
Alcance: 12600 km
Boeing 777-300
777-300/300ER
Passageiros (internacional): 244 (8F+49J+40W+147Y)
Passageiros (nacional): 500 (78J+422Y)
Velocidade de cruzeiro: 905 km/h
Peso máximo de decolagem: 340 toneladas
Alcance: 12600 km
Boeing 787-8

Passageiros: 161 (38J+35W+88Y) ou 186 (42J+144Y)
Velocidade de cruzeiro: mach 0.85
Alcance: 14800 km
Boeing 787-9

Passageiros: 195 (44J+35W+116Y)
Velocidade de cruzeiro: mach 0.85
Alcance: 14900 km

Códigos: F: Primeira Classe, J: Classe Executiva, W: Classe Econômica Premium, Y: Classe Econômica

 

> Histórico de Frota:             (JAL, JAL Ásia e JAL Domestic)

E
Aeronave 1955 1960 1965 1971 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2004 2010 2015
Airbus A300                     33 21  
Boeing 727       17 5 2 2            
Boeing 737                     2 43 50
Boeing 747       3 25 37 51 62 90 86 75 32  
Boeing 767               13 21 25 32 49 45
Boeing 777                   10 26 46 42
Boeing 787                         22
Convair 240     10 4                  
Convair 880     8                    
DC-4 6 10                      
DC-6/DC-7 3 9 8                    
DC-8     12 33 51 37 17            
DC-10           14 20 20 20 14 10    
MD-11                 5 10 3    
MD-80/MD-90 41 17  
outras 5 4 8 38 9 3 3  
TOTAL: 14 23 46 95 90 93 90 95 139 145 222 208 159

 

> Aeronaves Utilizadas:

Aeronave: Período: Total de unidades: Passageiros:
Airbus A300-600 1991-2011  22 290 (34+256) ou 292
Boeing 727-100/C 1980-1987  23  
Boeing 737-400 1995-2004  08 150 a 156 ou 145 (20+125)
Boeing 747-100/B 1970-2006  12 533
Boeing 747-200/B 1971-2009  35 533
Boeing 747SR 1973-2009  07 533 ou 563
Boeing 747-300 1983-2009  18 350 a 483 ou 431 (41+390) ou 452 (50+402)
Boeing 747-400 1990-2011  40 266 a 416 ou 303 (11+91+201) ou 323 (11+77+235) ou 324 (12+77+235) ou 378 (12+43+323) ou 447 (55+392) ou 412 (74+338)
Boeing 747-400F  05 -
Boeing 747-400D  09 546 (80+466) ou 568
Boeing 767-200 1985-2010  03 230 ou 207 (16+191)
Boeing 767-300F    03 -
Caravelle III      
Convair 880   09  
Douglas DC-3 1951    
Douglas DC-4 1952-1963  11 64 a 69
Douglas DC-6A/B 1952-1969  10 36 a 58
Douglas DC-7C 1957-1965  05 48 a 72
Douglas DC-8-30 1960-1987  05 130 a 150
Douglas DC-8-50  17
Douglas DC-8-60  41 234
Douglas DC-10-40 1976-2004  21 318
MD-81/MD-87 1985-2012  19 163 / 134
McDonnell Douglas MD-11 1993-2005  11 233 ou 235
Mc Donnell Douglas MD-90 2006-2013  16 150 (18+132) ou 166
Martin 202 1951-  02 36
Falcon 20      
NAMC YS-11 1962-2006   64


 

> Mapa de Rotas:

DESTINOS NACIONAIS

ROTAS INTERNACIONAIS

 

(2012 - depois da reestruturação)

 

(2009: antes da reestruturação - Tokyo)

 

ROTAS INTERNACIONAIS (NAGOYA)

ROTAS INTERNACIONAIS (OSAKA)

 

Atualizado em maio de 2017

Aviação Comercial