Texto: 

A TAP (Transportes Aéreos Portugueses) foi criada no dia 14 de março de 1945 e iniciou seus operações em setembro, na rota entre Lisboa e Madrid com aeronaves Douglas DC-3. Em dezembro do mesmo ano, a companhia chegou em Luanda e Lourenço Marques com aeronaves Douglas C-54/DC-4, que depois foram usadas nos voos para Londres e Paris. A primeira rota doméstica, entre Lisboa e Porto, foi inaugurada em 1947. Até o final da década de 40, a TAP inaugurou suas rotas para Londres, Paris e Sevilha.
Em 1953 a TAP foi privatizada e em 1955 começou a receber os Constellations, usados nas rotas para a África.
Em 1962 a companhia entrou na era do jato com os três primeiros Caravelles, usados primeiramente na rota entre Lisboa e Madrid. Na década de 60 a TAP expandiu seus voos para Genebra, Frankfurt, Munique, Porto Santo, Funchal, Sal e Bissau, São Tomé e Johannesburgo.
Em 17 de junho de 1966 foi inaugurada a rota para o Rio de Janeiro. Nesse ano a companhia também começou a receber os Boeing 707 e a voar para Nova York.
Em 1967 vieram os Boeing 727-100 e passou a ser a primeira companhia aérea da Europa a operar com somente com jatos.
Em 1972 chegou o primeiro Boeing 747.
Em 1975 a companhia foi novamente nacionalizada e em 1979 passou a se chamar TAP - Air Portugal.
No anos 80 a companhia renovou a frota substituindo os Boeing 707 por Lockheed Tristar, os Boeing 727 por Boeing 737-200 e Airbus A310 e devolvendo os 747. O A310 foi o primeiro Airbus da companhia e a partir daí a TAP passou a adquirir somente aeronaves Airbus. Em 1989 a empresa passou a voar diretamente entre Lisboa e São Paulo. Os voos para o Brasil (Rio e São Paulo) eram operados com o Tristar.
Em 1991 a TAP inaugurou os voos para Recife com o A310-300. No ano seguinte chegou o primeiro A320.
Em 1995 o A340-300 passou a ser utilizado na rota para o Rio de Janeiro e São Paulo. Nessa época a companhia passava por problemas financeiros, que foram resolvidos com a vinda do presidente Fernando Pinto (ex-Varig).
Em 1999 a companhia iniciou voos para Fortaleza, Natal e Salvador com o A310.
Em 2001 a TAP passou a ser a companhia estrangeira com mais voos para o Brasil.
Em 2004 a TAP e a Varig começaram um "namoro", pois a Varig estava em uma profunda crise financeira. A idéia era que a TAP comprasse pelo menos uma parte da Varig. A TAP acabou comprando a Varig VEM (Varig Engenharia e Manutenção) em 2005 e iniciou um code-share com a Varig. Além disso a Varig se comprometeu a parar de voar para Lisboa e a TAP ficou com todo o mercado para ela.
Em fevereiro de 2005 a companhia apresentou sua nova identidade visual e passou a se chamar TAP Portugal. Também em 2005 a companhia entrou na Star Alliance.
Em abril de 2006 a TAP iniciou code-share com a Tam. Também em 2006 chegaram os primeiros Airbus A330 para substituir os A310.
Em julho de 2007 iniciou voos para Brasília e em novembro encomendou doze Airbus A350.
Em fevereiro de 2008 a companhia passou a oferecer voos para Belo Horizonte. Com isso a TAP passou a oferecer 65 ligações por semana entre Portugal e Brasil, sendo a companhia que mais oferece voos entre a Europa e a América do Sul.
Em julho de 2010 foi a vez de Campinas receber voos diretos da Tap.
Em 12 de junho de 2011 a Tap chegou em Porto Alegre, com A330-200 e quatro voos semanais. Porto Alegre é especialmente importante para a Tap, pois no Aeroporto Salgado Filho há o segundo maior hangar da VEM, comprada pela Tap em 2005.
Em 2013 a companhia aumentou ainda mais o número de cidades servidas no Brasil, com a inauguração dos voos para Manaus e Belém.
Em junho de 2015 o governo português finalmente anunciou a privatização da Tap, algo que estava tentando fazer desde 2011. O consórcio Gateway, liderado por David Neeleman (dono da Azul), comprou 61% da empresa após ganhar uma disputa com outros interessados, incluindo Germán Efromovich (dono da Avianca). Entre as medidas anunciadas pelos novos donos estavam a encomenda de 53 novas aeronaves Airbus, incluindo a troca da encomenda do A350 por A330neo e aeronaves da Família A320neo. Porém em outubro de 2015, após as eleições legislativas e com a entrada de um novo governo em Portugal, o processo de privatização da Tap foi alterado. O governo portugês comprou novamente 50% da Tap e o consórcio privado ficou com 45%.
Em janeiro de 2016 a Tap anunciou o fim dos voos para Bogotá, Panamá e Manaus e de alguns voos intra-europeus a partir do Porto. Em contra partida a companhia anunciou o inicio do code-share com a JetBlue e Azul, o aumento dos voos para Nova York e inaugurou voos para Boston.
Em março de 2016 a Azul anunciou um investimento de US$ 100 milhões na Tap, o que dá o direito da companhia deter cerca 40% da Tap.

 

 


Criada em 25 de julho de 1988, a PGA - Portugália Airlines era uma companhia aérea regional portuguesa. O primeiro voo aconteceu entre Lisboa, Porto e Faro, no dia 7 de julho de 1990.
Em 1992 a companhia começou a fazer voos internacionais para outros países europeus.
Em 6 de novembro de 2006 a companhia foi comprada pela Tap e passou a servir como subsidiária regional.
Em janeiro de 2016, após a privatização da Tap, a PGA passou a se chamar Tap Express. Também foi anunciada a renovação da frota com aeronaves ATR-72-600 e Embraer E-190, todas vindas da Azul.

 

Evolução da empresa:

Logos antigos:

Pinturas:

 

Fundação: 1945
País:
Portugal
Principais Aeroportos: Aeroporto da Portela
Sede: Lisboa
Códigos: TAP / TP
Destinos: 88
Destinos no Brasil:
São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Recife, Natal, Brasília, Belo Horizonte, Campinas, Porto Alegre e Belém (Manaus - não voa mais)

 

> Frota Atual:

E
Aeronave: Ativos: Inativos: Idade Média: Encomendas: Passageiros:

TAP

Airbus A319 21   17 anos   132
Airbus A320 19 1 12 anos   156
Airbus A321 3   15 anos   194
Airbus A320neo       15  
Airbus A321neo       24  
Airbus A330-200 14   13 anos   230
Airbus A330neo       14  
Airbus A340-300 4   21 anos   274
TOTAL: 61 1 15 anos 56 -

PGA / TAP EXPRESS

ATR-42-600 2   1 ano   48
ATR-72-600 4   1 ano 4 70
Embraer ERJ-145 5 3 17 anos   49
Embraer E-190   3 5 anos 6 110
Fokker F-100 6   25 anos   97
TOTAL: 17 6 14 anos 10 -

TOTAL DO GRUPO: 78

Airbus A330

Airbus A340

 

 

Airbus A319 / A320 / A321

Os Airbus da Família A320 são as aeronaves em maior quantidade na frota da Tap e realizam os vôos nacionais e vôos para toda a Europa.
Opera na Tap desde: 1997 / 1992 / 2000
Passageiros: 132 / 156 / 194
Alcance: 5700 km / 5500 km / 4600 km
Velocidade de Cruzeiro: 900 km/h
Altitude de Cruzeiro: 11900 m

Matricula Modelo Origem Status

CS-TTA

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTB

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTC

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTD

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTE

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTF

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTG

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTH

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTI

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTJ

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTK

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTL

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTM

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTN

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTO

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTP

A319-111

Airbus

Operando

CS-TTQ

A319-112

Lotus Air

Operando

CS-TTR

A319-112

Air Canada

Operando

CS-TTS

A319-112

Air Canada

Operando

CS-TJE

A321-211

Airbus

Operando

CS-TJF

A321-211

Airbus

Operando

CS-TJG

A321-211

Airbus

Operando

CS-TMW

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNA

A320-211

Airbus Operando

CS-TNB

A320-211

Airbus Operando

CS-TNB

A320-211

Airbus

desativado

CS-TNC

A320-211

Airbus

desativado

CS-TND

A320-211

Airbus

desativado

CS-TNE

A320-211

Airbus

Operando

CS-TNE

A320-212

Airbus

Operando

CS-TNF

A320-211

Airbus

desativado

CS-TNG

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNH

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNI

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNJ

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNK

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNL

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNM

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNN

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNO

A320-211

Jordan Avn

desativado

CS-TNP

A320-214

Air Malta

Operando

CS-TNQ

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNR

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNS

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNT

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNU

A320-214

Airbus

Operando

CS-TNV

A320-214

Airbus

Operando

CS-TQD

A320-214

Swiss

Operando

 

 

Airbus A330-200

O A330 foi o último tipo de modelo incorporado na frota da Tap. Eles substituíram os A310.
Opera na Tap desde: 2006
Passageiros: 230 (24 assentos na classe executiva + 206 na classe econômica)
Alcance: 12000 km
Velocidade de Cruzeiro: 930 km/h
Altitude de Cruzeiro: 12500 m

Matricula Modelo Origem Status

CS-TOE

A330-223

Blue Wings

Operando

CS-TOF

A330-223

Blue Wings

Operando

CS-TOG

A330-223

Blue Wings

Operando

CS-TOH

A330-223

Austrian Airlines

Operando

CS-TOI

A330-223

Austrian Airlines

Operando

CS-TOJ

A330-223

Austrian Airlines

Operando

CS-TOK

A330-223

Austrian Airlines

Operando

CS-TOL

A330-202

Airbus

Operando

CS-TOM

A330-202

Airbus

Operando

CS-TON

A330-202

Airbus

Operando

CS-TOO

A330-202

Airbus

Operando

CS-TOP

A330-202

Airbus

Operando

 

Airbus A340-300

O A340 é a atual maior aeronave da frota e realiza os vôos de longa distância e rotas de maior densidade.
Opera na Tap desde: 1994
Passageiros: 274 (36 assentos na classe executiva + 238 na classe econômica)
Alcance: 13300 km
Velocidade de Cruzeiro: 930 km/h
Altitude de Cruzeiro: 12500 m

Matricula Modelo Origem Status

CS-TOA

A340-312

Airbus

Operando

CS-TOB

A340-312

Airbus

Operando

CS-TOC

A340-312

Airbus

Operando

CS-TOD

A340-312

Airbus

Operando

 

> Histórico de Frota:

 

E
Aeronave 1955 1965 1975 1985 1995 2004 2011 2015
Airbus A310         5 6    
Família A320         6 28 39 43
Airbus A330             12 14
Airbus A340         1 4 4 4
Boeing 707     10 6        
Boeing 727     9 8        
B737-200/300       7 26      
B747-200     3          
Caravelle 6R   3 3          
DC-3 6              
DC-4 3              
L.1649/1011   5   5 6      
outras 1     3        
TOTAL: 10 8 25 29 44 38 55 61

 

> Histórico de Aeronaves:

 

Douglas DC-3
1945-1959

O DC-3 foi a primeira aeronave operada pela Tap. Eles foram substituídos pelos jatos Sud Caravelle.
Total de unidades operadas: 8
Passageiros: 26

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TDA

C-47A-DL

uso privado

preservado

CS-TDA

C-47A-DL

governo de Portugal

LAM Mozambique

CS-TDB

C-47A-DL

Força Aérea EUA destruído

CS-TDC

C-53D-DO

Força Aérea EUA devolvido

CS-TDD

C-53D-DO

Força Aérea EUA destruído

CS-TDE

C-53D-DO

Força Aérea EUA devolvido

CS-TDF

C-47A-DL

Força Aérea EUA destruído

CS-TDG

C-47A-DK

Força Aérea EUA

LAM Mozambique

CS-TDH

C-47A-DL

Força Aérea EUA

destruído

 

Douglas DC-4
1947-1960

O DC-4 operava juntamente com o DC-3, em rotas mais longas e de maior demanda. Com ele foi feita a primeira viajem para o Brasil, ainda em caráter experimental.
Total de unidades operadas: 4
Passageiros: 44

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TSA

DC-4 (civil C-54)

governo da Holanda

preservado

CS-TSB

DC-4 (civil C-54)

governo da Holanda

destruído

CS-TSC

C-54A-DO (DC-4)

governo da Holanda

desmontado

CS-TSD

DC-4 (civil C-54)

governo da Holanda

abandonado

 

 

Lockheed L1049 Super Constellation
1955-1967

Os três primeiros L1049 foram recebidos em 1955 e o primeiro vôo feito com essa aeronave foi para a África.
Total de unidades operadas: 6
Passageiros: 62

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TLA

L.1049G-82-123

 

Int'l Aerodyne

CS-TLB

L.1049G-82-123

 

desmontado

CS-TLC

L.1049G-82-81

 

Biafra Airways

CS-TLD

L.1049H-03

Capitol Air

Seaboard World

CS-TLE

L.1049G-03-124

Guest AV México

desmontado

CS-TLF

L.1049G-03-124

Guest AV México

Air Trans Africa

 

 

Sud Aviation Caravelle
1962-1969

O Caravelle foi o primeiro jato operado pela Tap. Ele substitui os antigos DC-3 e DC-4.
Total de unidades operadas: 6
Passageiros: 62

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TCA

Caravelle 6R

 

SAN Ecuador

CS-TCB

Caravelle 6R

 

SAN Ecuador

CS-TCC

Caravelle 6R

 

SAN Ecuador

 

Boeing 707-300
1965-1990

O 707 foi o primeiro jato de grande porte da Tap e passou a ser a principal aeronave para vôos de longa distância, até a chegada do Tristar.
Total de unidades operadas: 12
Passageiros: 147

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TBA

B.707-382B

 

uso privado

CS-TBB

B.707-382B

 

uso privado

CS-TBC

B.707-382B

 

Força Aérea Italiana

CS-TBD

B.707-382B

 

governo do Congo

CS-TBE

B.707-382B

 

TAAG

CS-TBF

B.707-382B

 

Buffalo Airways

CS-TBG

B.707-382B

 

Força Aérea Italiana

CS-TBH

B.707-399C

British Caledonian Airways

Buffalo Airways

CS-TBI

B.707-399C

British Caledonian Airways

abandonado

CS-TBJ

B.707-373C

World Airways

destruído

CS-TBT

B.707-3F5C

 

Força Aérea Italiana

CS-TBU

B.707-3F5C

 

Força Aérea Italiana

 

Boeing 727
1967-1989 (100) / 1975-1991 (200)

Os Boeing 727 foram substituindo os Caravelles e ampliando a frota da companhia. O 727 logo se tornou o principal modelo da frota, junto com o Boeing 707.
Passageiros: 94 (100) / 145 (200)

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TBK

B.727-82

 

Worldways Canada

CS-TBL

B.727-82

 

Worldways Canada

CS-TBM

B.727-82

 

Worldways Canada

CS-TBN

B.727-82C

 

Orion Air

CS-TBO

B.727-82C

 

AStar

CS-TBP

B.727-82

 

uso privado

CS-TBQ

B.727-172C

Airlift

Orion Air

CS-TBR

B.727-282

 

destruído

CS-TBS

B.727-282

 

SAETA Air Ecuador

CS-TBV

B.727-155C

NetJets

uso privado

CS-TBW

B.727-282

 

Sun Country

CS-TBX

B.727-282

 

Carnival Airlines

CS-TBY

B.727-282

 

Somali

 

Boeing 747-200
1972-1984

O 747-200 foi a maior aeronave operada pela Tap até hoje. Eles foram usados principalmente para voar para as colônias africanas. Depois da revolução portuguesa, em 1974, o 747 ficou grande demais para a demanda da empresa.
Total de unidades operadas: 4
Passageiros: 397

Prefixo

Modelo

Origem

Destino

CS-TJA

B.747-282B

 

TWA

CS-TJB

B.747-282B

 

TWA

CS-TJC

B.747-282B

 

PIA

CS-TJD

B.747-282B

 

PIA

 

Lockheed L1011 Tristar
1983-1997

O sucessor do 747 escolhido pela Tap foi o Tristar. A aeronave passou a ser a maior e a principal aeronave para rotas de longo curso. Eles foram substituídos pelos A310 e A340.
Total de unidades operadas: 12
Passageiros: 246

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TEA

L.1011-500

 

Air Transat

CS-TEB

L.1011-500

 

Air Luxor

CS-TEC

L.1011-500

 

Novair

CS-TED

L.1011-500

 

Air Transat

CS-TEE

L.1011-500

 

Air Transat

CS-TEF

L.1011-500

Royal Jordanian Airlines

CBJ Cargo

CS-TEG

L.1011-500

Royal Jordanian Airlines

CBJ Cargo

 

Boeing 737
1983-1999 (200) / 1988-2001 (300)

Junto com o Tristar, a Tap também recebeu os primeiros Boeing 737 para renovar a frota e substituir os Boeing 727. Os 737 foram substituídos pelos A319, A320 e A321.
Total de unidades operadas: 12
Passageiros: 130 / 146

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TEO

B.737-282

 

Aloha Airlines

CS-TER

B.737-230

Condor Flugdienst

TACA Perú

CS-TES

B.737-230

Condor Flugdienst

Ryanair

CS-TET

B.737-2K9

Monarch Airlines

Skyline

CS-TEU

B.737-2K9

Monarch Airlines

Skyline

CS-TEV

B.737-230

Condor Flugdienst

LACSA

CS-TIA

B.737-382

 

Aéropostale

CS-TIB

B.737-382

 

Air Malta

CS-TIC

B.737-382

 

Pegasus

CS-TID

B.737-382

 

FlyLAL

CS-TIE

B.737-382

 

Istanbul Airlines

CS-TIF

B.737-3K9

 

Western Pacific

CS-TIG

B.737-3K9

 

Euro Atlantic

CS-TIH

B.737-3K9

 

Seven Air

CS-TII

B.737-3Q8

 

ILFC

CS-TIJ

B.737-3Q8

 

ILFC

CS-TIK

B.737-382

 

Air Malta

CS-TIL

B.737-382

 

Sterling

CS-TIN

B.737-33A

Air Malta

Transbrasil

CS-TIO

B.737-33A

Air Malta

Euro Atlantic

 

Airbus A310
1988-2008

O A310 substituiu o Tristar em rotas médias. Com ele a Tap fazia os vôos para o nordeste do Brasil. Ele foi substituído pelo A330.
Total de unidades operadas: 8
Passageiros: 200

Matricula Modelo Origem Destino

CS-TDI

A310-308

Royal Jordanian Airlines

White

CS-TEH

A310-304

Airbus

Air Transat

CS-TEI

A310-304

Airbus

Hi Fly

CS-TEJ

A310-304

Airbus

White

CS-TEW

A310-304

Airbus

Air Transat

CS-TEX

A310-304

Airbus

Hi Fly

CS-TEY

A310-304

Airbus

JES Air

CS-TEZ

A310-304

Aeroflot

Air Transat

 

 

> Mapa de Rotas:

ROTAS NACIONAIS

ROTAS - EUROPA

ROTAS - MUNDO


2013

(1966)


1958

 

 

Atualizado em maio de 2016

Aviação Comercial