Em 1934 o governo comprou a Union Airways e criou uma nova empresa conhecida como South African Airways ou apenas SAA. A Union Airways havia sido criada em 1929 e fazia voos cargueiros entre Johanesburgo, Cidade do Cabo, Durban e Port Elizabeth. A SAA iniciou operações em 1934 com um Junkers F-13, fazendo voos fretados. A companhia cresceu e passou a voar regularmente para destinos nacionais e outros países da África. Depois da Segunda Guerra Mundial, em 1945, a companhia inaugurou o seu serviço para Londres com o DC-4 e Constellation em parceria com a BOAC.
A companhia entrou na era do jato em 1953 com o Comet 1. A aeronave era da BOAC e a SAA foi a segunda companhia aérea no mundo a operar o Comet e uma das primeiras do mundo a entrar na era do jato. Porém devido aos problemas com o Comet, a companhia voltou a utilizar os turbo-hélice. Em 1960 a companhia voltou a usar jatos com os três primeiros Boeing 707-300. Com eles a SAA inaugurou os voos para Nova York, com escala em Londres.
Em fevereiro de 1969 a empresa iniciou voos para o Brasil com o Boeing 707 e na década de 70 com o Boeing 747, para o Rio de Janeiro.
Em novembro de 1991 a SAA retomou os voos para Nova York. Os voos haviam sido suspensos por sansões econômicas desde 1986.
Em 1993 a companhia iniciou o code-share com a Varig.
Em 1998 a SAA começou a operar em São Paulo com o Boeing 747-200 e Boeing 747-SP.
Em 1999 a companhia foi parcialmente privatizada, sendo vendido 20% da empresa para empresas privadas.
Em 2001 a companhia anunciou a renovação da frota com uma encomenda de aeronaves Airbus A319, A320, A340-300 e A340-600.
Em 2003 o voo para São Paulo passou a ser com o A340-300 e em 2004 com o A340-600.
Em abril de 2006 a companhia entrou na Star Alliance.
No final de 2010 a companhia finalmente aposentou os dois últimos Boeing 747-400, encerrando a longa trajetória do modelo na frota da empresa. Os 747 foram substituídos pelos A340-600.
Em 2011 a companhia recebeu os primeiros A330-200, escolhido como substituto do A340-200, que foram totalmente retirados de operação em 2014.

 


A South African Express ou SA Express foi fundada em março de 1994 pela SAA. É a subsidiária regional da companhia e realiza voos nacionais na África do Sul e para outros países da África.


A AirLink foi fundada em 1995 e se tornou subsidiária da South African Airways em 1997.


Mango é a subsidiária low cost, low fare do grupo. A empresa foi criada em outubro de 2006 e iniciou operações em novembro com aeronaves Boeing 737-800.

 

 

Evolução da empresa:

 

Fundação: 1934
País:
África do Sul
Principais Aeroportos:
Aeroporto Internacional OR Tambo, Aeroporto Internacional da Cidade do Cabo
Sede: Johanesburgo
Códigos: SAA / SA
Aeronaves já operadas: Airbus A300B2, Airbus A300B4, Airbus A340-200 (250 (24+226) passageiros), Boeing 707-300, Boeing 727-100, Boeing 737-200, Boeing 737-400F, Boeing 747-200, Boeing 747-300, Boeing 747-400, Boeing 747-SP, Boeing 767-200, Il-76, Douglas C-47, Douglas DC-3, Douglas C-54, Douglas DC-4, Douglas DC-7, McDonnell Douglas MD-81, Viscount 800, HS-748, Antonov AN-32, Lockheed L1649, Lockheed L749 Constellation.
Destinos: 42
Destinos no Brasil:
São Paulo (Rio de Janeiro - não opera mais)

 

> Frota:

E
Aeronave: Ativos: Inativos: Idade Média: Encomendas: Passageiros:

SOUTH AFRICAN AIRWAYS

Airbus A319 8   12 anos   120 (25+95)
Airbus A320 12   3 anos   138 (24+114)
Airbus A330-200 6   6 anos   222 (36+186)
Airbus A330-300 4   0 ano 1 249 (46+203)
Airbus A340-300 8   14 anos   253 (38+215)
Airbus A340-600 9   13 anos   317 (42+275)
Boeing 737-300F 2   24 anos   -
Boeing 737-800 7   15 anos   157 (32+125)
TOTAL: 56 0 10 anos 1 -

SAA EXPRESS

Bombardier CRJ-200 3 6 19 anos   50
Bombaerdier CRJ-700 1 1 15 anos   70
Bombardier Dash-8-400 9 1 8 anos   74
TOTAL: 13 8 12 anos 0 -

SAA AIRLINK

Avro RJ-85 12   17 anos   83
BAe Jetstream 41 8       29
Embraer ERJ-135 18 3 15 anos   37
Embraer ERJ-145 2   17 anos   50
Embraer E-190 1   8 anos 4  
TOTAL: 41 3 16 anos 4 -

MANGO

Boeing 737-300 1   19 anos   142
Boeing 737-800 9   16 anos   186
TOTAL: 10 0 15 anos 0 -

TOTAL DO GRUPO: 120

Airbus A319

Passageiros: 120
Classe Executiva: 25 (2+3)
Classe Econômica: 95 (3+3)
Combustível: 23,8 mil litros
Velocidade: 820 km/h

Airbus A320

Passageiros: 138 ou 148
Classe Executiva: 24 ou 16 (2+2 ou 3+3)
Classe Econômica: 114 ou 132 (3+3)
Combustível: 26 mil litros
Velocidade: 810 km/h
Boeing 737-800

Passageiros: 157
Classe Executiva: 32 (2+3)
Classe Econômica: 125 (3+3)
Combustível: 26 mil litros
Velocidade: 810 km/h
Airbus A330-200

Passageiros: 222
Classe Executiva: 36 (2+2+2)
Classe Econômica: 186 (2+4+2)
E
ntretenimento: monitores individuais em todas as classes
Airbus A340-300

Passageiros: 253
Classe Executiva: 38 (2+2+2)
Classe Econômica: 215 (2+4+2)
Combustível: 141,5 mil litros
Velocidade: 860 km/h
Entretenimento: telas individuais em todas as classes
Airbus A340-600

Passageiros: 317
Classe Executiva: 42 (2+2+2)
Classe Econômica: 275 (2+4+2)
Combustível: 195,6 mil litros
Velocidade: 886 km/h
Entretenimento: telas individuais em todas as classes

 

 

> Mapa de Rotas:

SAA Express

SAA Airlink

 

SAA - ROTAS NACIONAIS

 

SAA - ROTAS INTERNACIONAIS

 

 

Atualizado em maio de 2017

Aviação Comercial