Virgin Atlantic Airways é a principal companhia do Grupo Virgin. Baseada em Londres, a companhia é focada em voos internacionais de longa distância e inovou com serviços inéditos à bordo. A companhia começou com a idéia de criar um serviço regular entre Londres e as Ilhas Malvinas (em 1982) após a Guerra das Malvinas. Porém a pista do aeroporto era muito pequena e desistiram da idéia.
Em 22 de junho de 1984 a Virgin Altanic fez o seu primeiro voo com um Boeing 747-200, entre Gatwick e Newark. O segundo 747 veio dois anos mais tarde e a companhia iniciou voos entre Gatwick e Miami. Até 1992 a companhia já servia Nova York, Boston, Orlando, Los Angeles e Tokyo.
No inicio dos anos 90, com a abertura do principal aeroporto de Londres, a Virgin e a British trocaram acusações de concorrência desleal. E justamente por competir com uma das melhores companhias do mundo (a British), a Virgin não podia deixar por menos... Ela foi a primeira do mundo a oferecer monitores individuais na classe executiva, no final dos anos 80. Como o grupo tem uma gravadora, a programação à bordo das aeronaves é muito variada e o passageiros ainda contam com massagistas e bar à bordo. Além disso as salas VIP estão equipadas com saunas, duchas, lareiras e bibliotecas.
Em março de 2000 49% da holding da companhia foi vendida para a Singapore Airlines.
Em junho de 2002 a companhia foi a primeira do mundo a operar o Airbus A340-600.
Em junho de 2013 a Delta comprou 49% da companhia.

 


A Virgin Express foi fundada em abril de 1996. Com o seu centro no aeroporto de Bruxelas, a companhia operava no sistema low cost, low fare. Em março de 2006 a Virgin Express se tornou parte da Brussels Airlines.

 


A Virgin Blue é a segunda maior companhia da Austrália e opera no sistema low cost, low fare. A companhia foi fundada em 31 de agosto de 2000 com dois Boeing 737-400 e voos entre Sydney e Brisbane.
Com a falência da Ansett Australia, em setembro de 2001, a Virgin Blue se tornou a segunda maior companhia da Austrália com uma fatia de mais de 30% do mercado. Para isso a companhia iniciou uma grande expansão com aeronaves B737-700 e B737-800.
Em setembro de 2007 a companhia recebeu o seu primeiro E-170.
Em janeiro de 2011 a Air New Zealand anunciou a intenção de comprar até 15% da companhia. Em 2011 mudou o seu nome para Virgin Australia.

 


A Pacific Blue é uma subsidiária da Virgin Blue e opera na Nova Zelândia. Em 2011 passou a se chamar Virgin Australia.


A V Australia é uma subsidiária da Virgin Blue e só opera voos de longa distância com aeronaves B777. Em 2011 passou a se chamar Virgin Australia.


A Polynesian Blue é uma subsidiária da Virgin Blue e opera entre Samoa, Austrália e Nova Zelândia. Em 2011 mudou o seu nome para Virgin Samoa.


A Virgin America é uma companhia low cost, low fare, baseada em Burlingame, nos Estados Unidos. A companhia inaugurou seus voos em agosto de 2007. A companhia se destacou por ter um "espírito jovem", com aeronaves equipadas com sistema de entretenimento moderno, mood lighting e serviço de bordo premiado. Em abril de 2016 a Alaska Airlines anunciou a compra da Virgin America. Após a onda de fusões no setor, o mercado de aviação comercial dos EUA ficou concentrado nas três gigantes American, Delta e United. Juntas, a Alaska e a Virgin terão mais fôlego para competir com as gigantes. Em 2017 a Alaska anunciou fim do nome Virgin America.


Virgin Nigeria (ou Air Nigeria) foi a principal companhia da Nigéria. A companhia foi fundada em setembro de 2004, com uma parceria entre o Grupo Virgin e o governo da Nigéria. Encerrou atividades em 2012.


A Air Asia X é uma companhia baseada na Malásia e iniciou suas operações em novembro de 2007.

 

Evolução da empresa:

Logo antigo:

Pinturas:
 

 

Virgin Atlantic
Fundação:
1984
País:
Inglaterra
Principais Aeroportos: Aeroporto Internacional de Heathrow (Londres) e Aeroporto Internacional de Gatwick (Londres)

Sede: Crawley
Aeronaves já operadas: Airbus A320, Airbus A321, Airbus A340-300 (240 (34+35+171)), Boeing 727-100, Boeing 747-100, Boeing 747-200, Boeing 747-300, Viscount 800.
Destinos: 3
5

 

> Frota:

E
Aeronave: Ativos: Inativos: Idade Média: Encomendas: Passageiros:

VIRGIN ATLANTIC

Airbus A330-300 10   5 anos   264 (33J+48W+183Y) ou 314 (59J+255Y)
Airbus A340-600 7 2 10 anos   308 (45J+38W+225Y)
Airbus A380       6  
Boeing 747-400 8   17 anos   367 (44J+62W+261Y) ou 451 (14J+58W+379Y)
Boeing 787-9 14   1 ano 3 264 (31J+35W+198Y)
TOTAL: 39 2 7 anos 9 -

VIRGIN AUSTRALIA/SAMOA e VIRGIN AUSTRALIA REGIONAL

Airbus A320 2   19 anos    
Airbus A330-200 6   4 anos   279 (24J+255Y) ou 278 (27J+251Y) ou 310
ATR-42-500 6   5 anos   68
ATR-72-600 8   4 anos   70
Boeing 737-700 2   11 anos   128 (8J+120Y) ou 140
Boeing 737-800 74   6 anos 3 176 (8J+168Y) ou 180
Boeing 737MAX       48  
Boeing 777-300ER 5   7 anos   361 (33J+40W+288Y)
Embraer E-190 7 6 7 anos   96 (4J+92Y) ou 100
Fokker F100 14   25 anos    
TOTAL: 124 6 7 anos 51 -

TOTAL DO GRUPO: 163

 

 

> Mapa de Rotas:

Virgin Atlantic

 

Virgin Blue, Pacific Blue e Polynesian Blue

Virgin America

V Australia


 

Atualizado em junho de 2017

Aviação Comercial