Em 1985 empresários irlandeses criaram uma companhia aérea para oferecer passagens à preços baixos para a população irlandesa no Reino Unido. A empresa começou a operar com aeronaves EMB-110 entre Waterford e Londres.
Em 1987 recebeu seus primeiros jatos, três BAC 1-11.
Em 1991 a empresa estava com dificuldades financeiras e Michael O'Leary foi encarregado de tornar a companhia rentável. Ele então se visitou uma companhia "low cost, low fare" que estava fazendo sucesso nos EUA, a Southwest Airlines. A partir daí a companhia entrou em uma nova fase se transformando em uma "low cost, low fare" e padronizando a frota com aeronaves Boeing 737. A empresa também passou a utilizar aeroportos secundários e cobrar pelas bebidas e comidas à bordo. Com isso a tarifa caiu chegando a valores nunca vistos antes na Europa, como por exemplo £59.  Desde então a empresa cresceu rapidamente por toda Europa, se tornando uma das maiores companhias aéreas do mundo.
Em 1995 a Ryanair passou a Aer Lingus e a British Airways e se tornou a maior companhia na rota Dublin - Londres.
Em 1998 a companhia fez a sua primeira grande encomenda: 45 Boeing 737-800 num valor de mais de 2 bilhões de dólares. Com as novas aeronaves a companhia reduziu ainda mais os custos e passou a oferecer tarifas ainda mais baixas. Em 1999 a rota Dublin - Londres era oferecida por £19,99.
Em 2000 a companhia lançou seu website e passou a oferecer reservas de carros e hotéis também. No ano seguinte a companhia já transportava 1 milhão de passageiros por mês.
Em 2002 a companhia entrou na Alemanha, competindo com a poderosa Lufthansa. A Ryanair lançou 26 rotas partindo de Frankfurt. Nesse mesmo ano a encomenda de 45 Boeing 737-800 foi aumentada para 125 unidades! num valor que ultrapassou 6 bilhões de Euros. A companhia se envolveu em mais uma polemica ao pintar em um de seus aviões a frase: "Bye bye Latethansa", num trocadilho com o nome Lufthansa.
Em 2003 a companhia comprou a Buzz e lançou voos a partir da Itália e Estocolmo. Nesse ano a companhia lançou nada menos que 73 novas rotas. A sua principal concorrente no continente passou a ser a EasyJet. A Ryanair ficou famosa por várias campanhas publicitárias polêmicas, entre elas oferecer um milhão de passagens gratuitas por cada milhão de prejuízos da EasyJet.
Em agosto de 2005 a companhia transportou mais passageiros que a poderosa British Airways. E para comemorar vinte anos, a companhia vendeu cem mil assentos por £0,99.
Em outubro de 2006 a Ryanair se envolveu em uma nova polêmica ao noticiar em seu site que queria comprar uma "pequena companhia aérea regional" se referindo a Aer Lingus, companhia de bandeira da Irlanda. A oferta acabou sendo recusada.
Em 2008 a companhia anunciou que poderia lançar uma companhia separada para operar voos de longo curso, mas o projeto foi adiado. No mesmo ano a companhia também anunciou que iria cobrar dos passageiros que fazem check-in no aeroporto.
Em 2009 novas propostas polêmicas foram anunciadas como passageiros em pé e a cobrança para o passageiro usar o banheiro na aeronave. Essas idéias geram muitas reclamações acusando a companhia de tratar mal o passageiro. A companhia, por exemplo, não indeniza os passageiros que perdem os voos. Além disso, por voar para aeroportos secundários, as vezes o transporte do aeroporto até a cidade é mais caro que a passagem.
Em setembro de 2014 a Ryanair anunciou que, juntamente com a Boeing, desenvolveu uma versão de maior capacidade para o Boeing 737-8MAX, que ficou conhecida como Boeing 737 MAX 200.

 

Evolução da empresa:

Pinturas Especiais:

"Recadinhos" para as concorrentes:

 


Fundação:
1985
País:
Irlanda

Sede: Dublin
Códigos: RYR / FR
Principais Aeroportos: Aeroporto Internacional de Dublin e Aeroporto Internacional
Stansted
Bases: Alghero Alicante, Bari, Belfast, Birmingham, Bologna, Bournemouth, Bremen, Brindisi, Bristol, Brussels South Charleroi, Cagliari, Cork, Dublin, East Midlands, Edinburgh, Faro, Frankfurt-Hahn, Girona-Costa Brava, Glasgow Prestwick, Kaunas, Kerry, Leeds/Bradford, Liverpool, London Luton/
Stansted, Madrid, Malaga, Malta, Marseille, Oslo Rygge, Milan-Orio al Serio, Pescara, Pisa, Porto, Reus, Rome Ciampino, Shannon, Stockholm Skavsta, Trapani, Weeze.
Aeronaves já operadas: EMB-110, HS-748, BAC 1-11-500, ATR-42-300, Boeing 737-200, S25, Convair CV-580
Destinos:
192

 

> Frota:

E
Aeronave: Ativos: Inativos: Idade Média: Encomendas: Passageiros:
Boeing 737-700 1   18 anos   60
Boeing 737-800 396   6 anos 66 189
Boeing 737 MAX 200       100  
TOTAL: 397 0 6 anos 166 -

 

 

 

> Mapa de Rotas:


PARTINDO DE DUBLIN

PARTINDO DE STANSTED

ROTAS DE BRUXELAS

ROTAS DE FRANKFURT

ROTAS DE MILÃO

 

Atualizado em maio de 2017

Aviação Comercial