Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek (Brasília)

Fundação: 1957
Código ICAO: 
SBBR
Código IATA:
BSB
Comprimento das pistas:
3,3 km e 3,2 km.
Capacidade de passageiros por ano:
21 milhões
Movimento de passageiros por ano: 19 milhões
Distância da cidade: 10 km

Em 1955 foi construído o Aeroporto de Vera Cruz no local aonde iria ser construída a nova capital do Brasil. O aeroporto ficava aonde está atualmente a Estação Rodo ferroviária de Brasília e era provisório. Possuía uma pista de terra batida com 2700 metros de comprimento e uma estação de passageiros improvisada em um barracão. O nome "Vera Cruz" foi sugestão de José Pessoa e a expectativa era batizar a cidade com o mesmo nome.
Em novembro de 1956 iniciou-se a construção do aeroporto definitivo. Em 2 de abril de 1957 o aeroporto recebeu o primeiro pouso da aeronave presidencial, um turboélice Viscount. A inauguração oficial do aeroporto comercial foi em 3 de maio de 1957.
Na década de 60 a Varig incluiu Brasília nos voos internacionais, com uma escala da rota para Nova York. Esses voos eram operados com o Boeing 707, mas foram cancelados no inicio dos anos 70.
Em 1990 o aeroporto recebeu melhorias e passou a ter um corpo central com dois satélites para embarque e desembarque e um viaduto de acesso ao terminal de passageiros.
Em 17 de junho de 1991 a Transbrasil inaugurou o primeiro voo internacional sem escalas para Washington, com o Boeing 767-300ER. Em 1992 o voo foi estendido para Nova York. Porém os voos tinham baixa ocupação e foram cancelados.
Em 1994 o aeroporto recebeu novas melhorias e foi ampliado.
Em 2003 o aeroporto ganhou o terceiro andar com terraço panorâmico, praça de alimentação, lojas e até quatro salas de cinema. E em 2005 ganhou uma nova pista de pouso e decolagem.
Em 2007 o aeroporto ganhou novamente um voo internacional sem escalas: para Lisboa
, pela Tap.
Com cada vez mais voos, o Aeroporto Internacional de Brasília se tornou um dos mais movimentado do país e ficou saturado. Por sua posição estratégica - no meio do país - o aeroporto serve como ponto de conexão para vários destinos em todo o Brasil.
Em fevereiro de 2013 o consórcio Inframérica passou a administrar o aeroporto, após um leilão para iniciativa privada realizado pelo Governo Federal. O projeto para o aeroporto prevê a criação de um novo terminal, ampliando a capacidade de 16 para 41 milhões de passageiros por ano. Além disso, o aeroporto contará com a maior sala VIP da América Latina.

Companhias Aéreas no aeroporto:
PASSAGEIROS:
American Airlines, Avianca, Azul, Copa, Gol, Passaredo, Tap, Latam
CARGA: RIO, Latam Cargo, Total Cargo
JÁ OPERARAM: Absa, Aerolineas Argentinas, AeroBrasil, Air France, Air Minas, BRA, Cruzeiro, Delta, Transbrasil, Varig, Vasp, Rio Sul, Nordeste, Panair do Brasil, Pluna, Real-Aerovias, Votec, Sete, SkyMaster, TACA Peru, Taba, TAF, Trip, Tavaj, Varig Log, Vasp, WebJet

 

Voos Internacionais - Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek

Companhia № do Voo Trajeto Aeronave Frequência
Semanal
American Airlines AA 213/214 Brasília - Miami (MIA) B757-200 6
Copa Airlines CM 204/205 Brasília - Panamá (PTY) B737-800 5
Latam JJ 8126/8127

JJ 8104/8105

Brasília - Buenos Aires (EZE)

Brasília - Punta Cana (PUJ)

A320

A319

Diário

3

TAP TP 57/58

Brasília - Lisboa (LIS)

A330-200

Diário

 


Destinos operados a partir de Brasília

 


Movimento de passageiros no Aeroporto Internacional de Brasília

 

> Companhias & Aeronaves:

 

 

 

Atualizado em novembro de 2016

Aviação Comercial